21.11.05

Equador: Sexto Dia

Primeiro, o jantar de ontem. Saí do hotel morto de fome (o restaurante daqui não abre para jantar nos fins-de-semana), passei pelo Olímpico Atahualpa (o estádio de futebol, é aqui pertinho) e achei uma pizzaria simpática. Pedi uma "tradicional" pequena (presunto, champignon, pepperoni e queijo extra). Quando aquela "coisa" chegou, me assustei: era um pouco maior que um disco de vinil. Mais uma coisa legal do Equador: aqui as pizzas são bem fartas... Não preciso dizer que não aguentei comer tudo. No caminho de volta para o hotel, finalmente senti os efeitos das alturas, pois tive que subir uma ladeira. Cheguei ao hotel totalmente esbaforido, deitei na cama e chapei.

Hoje de manhã fui trabalhar. Tive um pressentimento, e achei que era melhor ir para a base - e estava certo. Ainda havia trabalho a ser feito. Terminei na hora do almoço e voltei direto para o hotel, pois comecei a me sentir mal. Deve ser efeito retardado da vacina contra febre amarela, o fato é que não estou bem. Portanto passei o resto do meu dia verificando os e-mails do trabalho até que a rede local do hotel caísse. Fui descansar mais um pouco, e cá estou eu me preparando para o jantar e mais caminha.

Amanhã de noite volto para o Brasil. Chego na quarta-feira de manhã, tentarei ler "Eragon" no vôo. Se não tiver paciência, lerei algo do Sandman. Hasta luego.

Nenhum comentário: