Sobre a necessidade de se despedir

Este texto tem um cunho pessoal muito forte e não vejo outra forma de começá-lo sem dizer que em 2016 eu já passava por um processo depressivo bastante grave, por vários motivos que não precisam ser expostos aqui, talvez sendo mais adequados para uma sessão de psicoterapia ou uma mesa de bar com amigos e amigas queridos.

E é justamente onde isso começa. Na cidade de Niterói eu sou de certa forma reconhecido por, bem... Não há outra forma de dizer isto: muito nerd. Mas conforme fui envelhecendo, a coisa foi mudando de forma, pois agora eu sou um "nerd das antigas". Comecei a jogar RPG em 1993 com 14 anos, viciei rápido. Fui para o Magic (jogo de cartas) em 1995, com 16 anos. Como a gente costuma dizer, "ganhei bastante XP".