31.10.15

A importância de pensar antes de escrever

Este blog aqui só existe desde Março de 2005, mas na verdade iniciei minha "vida" como blogueiro em Setembro de 2002 (chupa, Constantino!). Quando migrei o blog do blogger para uma hospedagem paga, não consegui fazer o upload do conteúdo antigo, ao contrário de quando voltei para o blogger. Ontem fiz uma pequena atualização aqui no layout e acabei achando os arquivos antigos. Este foi o primeiro post que escrevi:

Quarta-feira, Setembro 18, 2002 - 5:34 PM

Inauguro aqui meu segundo blog. Apesar do formato deste ser parecido com o do outro, "O Motejo", o cerne de ambos é totalmente diferente. Numa tentativa de afastar meus pensamentos e experiências individuais do anterior, criei este, para que todos possam saber o que penso e como me comporto. Na verdade estou pouco me importando com a opinião dos outros, mas lá vai. Hoje, por exemplo, eu gostaria de pedir que todos (apesar de saber que quase ninguém lerá isso aqui) se comportem direito e sejam educados com os outros, pois a cortesia é uma virtude. Afinal de contas, eu sou um gentleman, porra.

E este foi o segundo post que escrevi:

Quarta-feira, Setembro 18, 2002 - 5:39 PM

No post anterior eu disse que sou um gentleman. Na verdade, eu sou um gentleman britânico, quase inglês, daqueles que possuem sangue celta, com tradições e tudo, um pouco de galês, um tanto de escocês, pitadas de irlandês, mas britânico e quase inglês. Eu só não uso kilt, apesar de que seria muito legal ter um. E uma gaita de foles, talvez.

Como diabos eu fui capaz de escrever tanta merda em menos de cinco minutos?

Feliz Halloween para todos. Pelo visto eu ainda tenho meus próprios fantasmas para me assombrar.

30.10.15

Fera na TV Japonesa

Ludwig van Beethoven certa vez disse: "A música é a entrada incorpórea para um mundo de conhecimento que compreende a humanidade, mas o qual a humanidade não é capaz de compreender."

Obviamente, o velho e bom Ludwig não viveu o suficiente para presenciar o surgimento da televisão japonesa, outra coisa que a humanidade não é capaz de compreender. Diabos, duvido que os próprios japoneses consigam entender sua própria criação. Além de bizarra, tudo parece tão... Brega. Estranho. É como se fosse algo permanentemente deslocado do seu próprio tempo.

No início de Outubro o produtor de um programa de TV chamado "Sunday Japon" entrou em contato comigo, pedindo a liberação do uso dos vídeos do Fera no Youtube. Assenti, porém apenas hoje tive a curiosidade de ver se ele realmente foi ao ar.

E foi. E parece... Estranho.

Alguém aí fala japonês fluente pra traduzir o quê os caras falaram do Fera na TV? :D