8.7.14

De quem é a culpa?

Muitos falarão que a culpa é do Felipão. Do Hulk. Do Fernandinho. Do Marcelo. Do Bernard. Do Fred. Do Zuniga, que meteu o joelho nas costas do Neymar. Ou até da Dilma, que nada tem a ver com a escalação da seleção. Procurem os demônios que vocês quiserem no escuro.

A culpa é de uma entidade chamada "Futebol Brasileiro".

Há anos venho dizendo e denunciando como os times de futebol do Brasil são obsoletos, vendidos às vontades mesquinhas de empresários que controlam os jogadores talentosos, comandados por dirigentes irresponsáveis e gananciosos. Seus times são capitaneados por técnicos de péssima qualidade, que ao invés de desenvolver os fundamentos do jogo nos nossos jovens talentos, incutem neles uma aplicação tática praticamente inexistente e amputam suas chances de se tornarem grandes jogadores. Existem exceções, que saem rápido para a Europa, em busca de dinheiro e fama.

E estes times acordam uma agenda nefasta com os detentores dos direitos de televisionamento e a CBF, de modo que ganhem dinheiro rápido, às custas dos torcedores, que apaixonados, continuam torcendo em sua fé e amor cego pelos times.

Mas não se preocupem, vou dar a fórmula para salvação do futebol brasileiro:

1) Times que disputam o Campeonato Brasileiro e Séries B, C não jogam nos Estaduais;

2) Os Estaduais servirão para determinar quais times tem acesso à Série D.

3) Os direitos de televisão recebidos pelos times do Campeonato Brasileiro devem ter uma porcentagem destinada para as divisões inferiores, de modo que todos os times, das séries B, C e D, recebam dinheiro.

4) A qualidade do campo de mando de um time para que ele jogue nas séries A, B, C e D deve ser maior.

5) Banimento dos empresários de futebol. Apenas pessoas jurídicas de entidades esportivas poderiam deter os direitos federativos e passe de um jogador.

Me chamem de inocente ou sonhador, não me importa. Isso resolveria.

Nenhum comentário: