23.7.14

Como espalhar o amor para seus amigos

Chegamos naquela época do ano na qual todos começam a ter opiniões super-interessantes sobre a vida, o universo e tudo mais. Na verdade, as opiniões são sobre política e normalmente embasadas por textos sensacionalistas, falsos e mentirosos. E a opinião dos seus amigos e amigas? Ela não conta?

Claro que conta - porém normalmente inócua e desprovida de qualquer tipo de conteúdo real que não seja apenas reclamar, reclamar e reclamar - sem fatos ou dados. Mas importa. E eu me importo tanto que criei o brasão abaixo para uso livre, de modo que todos possam deixar bastante claro o que se pensa sobre oportunistas de opinião.


Copie e cole na sua resposta para o post mais idiota que ler todo dia! Será muito divertido, eu garanto!

11.7.14

Torcer pela Alemanha ou pela Argentina?



Motivos para torcer pela Alemanha

Eles tem um time jovem, disciplinado, talentoso e que tomou as mídias sociais de assalto com muita simpatia e bom humor. O time alemão parece estar se divertindo muito no Brasil e é isso que o futebol deveria ser: diversão e congregação, não uma "guerra" ou uma "batalha", como se é alardeado por aí. Esta nova geração de jogadores alemães tem desenvoltura, privilegia um futebol técnico e bastante habilidoso, porém sem esquecer sua tradição tática. Nas outras copas do mundo vencidas pela Alemanha, eles tinham times com foco total na organização e coletividade, porém abusavam das faltas táticas para parar o jogo e enfraquecer o adversário. Foi assim em 1954, 1974 e 1990. Futebol feio, porém eficiente. Pela primeira vez a Alemanha tem a chance de ser campeã mundial jogando um futebol bonito e elegante.


Motivos para torcer pela Argentina

É um time que surpreende pela disciplina e aplicação em campo. Dos argentinos sempre é esperada a raça no gramado e boa qualidade técnica, porém desta vez, eles conseguiram ir além - não tem um time desorganizado e sua defesa, composta por jogadores de nível relativamente baixo, compensa com a vontade e aplicação ao jogo, ajudada por um meio de campo igualmente batalhador e sem brilho, compensado por atacantes de habilidade indiscutível. A Argentina de hoje é a Alemanha de 1974. As copas vencidas pela Argentina em 1978 e 1986 foram manchadas por problemas éticos (os comprovados subornos em 78 e a famosa "mão de deus" do Maradona em 86), então é interessante ver a Argentina com a chance de ganhar, pela primeira vez, uma copa do mundo sem quaisquer suspeitas ou desvios de comportamento.

8.7.14

De quem é a culpa?

Muitos falarão que a culpa é do Felipão. Do Hulk. Do Fernandinho. Do Marcelo. Do Bernard. Do Fred. Do Zuniga, que meteu o joelho nas costas do Neymar. Ou até da Dilma, que nada tem a ver com a escalação da seleção. Procurem os demônios que vocês quiserem no escuro.

A culpa é de uma entidade chamada "Futebol Brasileiro".

Há anos venho dizendo e denunciando como os times de futebol do Brasil são obsoletos, vendidos às vontades mesquinhas de empresários que controlam os jogadores talentosos, comandados por dirigentes irresponsáveis e gananciosos. Seus times são capitaneados por técnicos de péssima qualidade, que ao invés de desenvolver os fundamentos do jogo nos nossos jovens talentos, incutem neles uma aplicação tática praticamente inexistente e amputam suas chances de se tornarem grandes jogadores. Existem exceções, que saem rápido para a Europa, em busca de dinheiro e fama.

E estes times acordam uma agenda nefasta com os detentores dos direitos de televisionamento e a CBF, de modo que ganhem dinheiro rápido, às custas dos torcedores, que apaixonados, continuam torcendo em sua fé e amor cego pelos times.

Mas não se preocupem, vou dar a fórmula para salvação do futebol brasileiro:

1) Times que disputam o Campeonato Brasileiro e Séries B, C não jogam nos Estaduais;

2) Os Estaduais servirão para determinar quais times tem acesso à Série D.

3) Os direitos de televisão recebidos pelos times do Campeonato Brasileiro devem ter uma porcentagem destinada para as divisões inferiores, de modo que todos os times, das séries B, C e D, recebam dinheiro.

4) A qualidade do campo de mando de um time para que ele jogue nas séries A, B, C e D deve ser maior.

5) Banimento dos empresários de futebol. Apenas pessoas jurídicas de entidades esportivas poderiam deter os direitos federativos e passe de um jogador.

Me chamem de inocente ou sonhador, não me importa. Isso resolveria.

7.7.14

Crônicas Aleatórias, disponível na Amazon

Meu primeiro livro, "Crônicas Aleatórias", já está disponível com exclusividade para dispositivos eletrônicos na loja da Amazon.

A propósito, terminei o livro hoje.

É sério. O link para compra na Amazon Brasil está aqui.

São 18 crônicas, algumas que eu já havia publicado no meu blog, a maioria delas nunca antes publicadas, compiladas de modo a falar sobre o cotidiano e o estranho.

Eu assinei um acordo cheio de sacanagens com a Amazon e só posso disponibilizar o livro através deles. Então, aqui está.

P.S.: este aqui é o link para compra na Amazon USA.

5.7.14

Acabou a copa para as "zebras"

"Pênaltis são uma loteria. O goleiro deles estava realmente bem. A Holanda mereceu ganhar nos 120 minutos."

Citação do Bryan Ruiz, meio-campista da Costa Rica, após seu time perder nos pênaltis para a Holanda.

Muitos jogadores por aí tem algumas coisas a aprender com ele, em termos de perder ou ganhar com graciosidade e elegância. Parabéns para a Costa Rica, verdadeira sensação da Copa 2014, que terminou o torneio invicta e tem que voltar para casa de cabeça erguida.

Agora é Brasil x Alemanha, Holanda x Argentina. As zebras da Copa 2014 deixarão saudades. Tudo "voltou ao normal".

2.7.14

Klose! Ein Tor mehr! Só mais um gol!


Quem acompanha a mídia brasileira conhece as decepções que o Ronaldo "Fenômeno" nos trouxe. Ele deu muitos gols ao Brasil, porém apenas gols. Por isso desejo que Miroslav Klose faça mais um gol e se torne o maior artilheiro de todos os tempos na Copa do Mundo.

Wer das Lesen der brasilianischen Medien kennt die Enttäuschung darüber, dass Ronaldo "Phänomen" hat uns gebracht. Er gab viele Tore für Brasilien, sondern nur Ziele. So wünsche ich, dass Miroslav Klose wird ein weiteres Tor zu erzielen und werde der beste Torschütze aller Zeiten bei der WM.

Wer die brasilianischen Medien kennt, weiß dass Ronaldo "Phänomen" trotz seinen vielen Toren, den Brasilianer nur Enttäuschung gebracht hat. Daher wünsche ich mir, dass Miroslav Klose noch ein Tor erzielt und damit WM-Rekordtorschütze wird.

1.7.14

A Zebra Zureta de 2014

Chegou a Copa do Mundo de 2014 e automaticamente o evento no Brasil se tornou o assunto mais falado em toda a história da internet, além de ser obrigatório em qualquer mesa de bar, encontro de amigos, reunião no trabalho. O país e o mundo inteiro vivem, respiram futebol. Até os tímidos EUA, sem tanta tradição no esporte, começam a desenhar uma torcida mais animada, inspirados no time "matador de gigantes" que no mesmo Brasil em 1950 registrou a maior "zebra" de toda a história do futebol mundial, ganhando a então toda-poderosa Inglaterra por 1 x 0 com um time semi-amador numa tarde ensolarada em Belo Horizonte.

E obviamente o assunto da Copa no Brasil tem, novamente, sido as "zebras", como eu disse outro dia numa matéria para o Globo News. Ainda estamos nas oitavas-de-final, mas se os pequenos Davi não derrotam os Golias, tem dado trabalho. Muito trabalho. É a Colômbia se tornando destaque, a Costa Rica saindo vitoriosa do "grupo da morte" eliminando Itália e Inglaterra, a Argélia e Suiça mostrando bom futebol, o México endurecendo contra o Brasil e quase eliminando a Holanda. Sem falar do Chile. Que time! Pode escolher à vontade - as zebras estão soltas.

Mas por quê justamente agora? Justo no Brasil?

Na minha opinião a culpa é clara: do Barcelona.

(Calma, calma. Pronto, se acalmou? Está mais calmo? Respirou fundo? Pode continuar lendo.)

Entre 2009 e 2012 o Barcelona (e por consequência a Seleção da Espanha) dominou o futebol mundial com um estilo de jogo lindo, elaborado, cheio de passes, domínio de bola e trabalho milimétrico para gerar alguns dos gols e jogadas mais belos já vistos em toda a história. O famoso "Tiki-Taka" da academia de La Masia. Entretanto, nos últimos dois anos o Barcelona decaiu muito, parou de ganhar tantos jogos com facilidade, passou a depender ainda mais da habilidade individual dos seus principais jogadores, que se não estivessem em um dia inspirado, não ajudavam muito.

O problema é que os outros times aprenderam a jogar contra o Barcelona. Os times ficaram mais compactos, dando menos espaço para a troca de passes livres, aplicaram grande foco no preparo físico dos jogadores, de modo que eles pudessem correr mais e se movimentar mais para compensar a falta de habilidade natural com a bola nos pés. Se um jogador excepcional perde um passe, um jogador medíocre está logo ao lado para recuperar a bola, jogar pra frente e armar um contra-ataque veloz e furioso. A aplicação tática e defensiva foi aumentada também, nós hoje vemos defesa com jogadores melhor posicionados, laterais com maior potencial defensivo e tático do que ofensivo, e principalmente, volantes habilidosos que sabem o quê fazer com a bola nos pés - não os vulgos "cabeças-de-área" (ou "cabeças-de-bagre") com os quais estamos acostumados aqui no Brasil, nada mais do que zagueiros que jogam mais avançados.

E por quê isso ficou claro justamente na Copa do Mundo e não nos campeonatos nacionais e regionais?

Os grandes clubes no mundo inteiro já sabem disso. Quando você assiste uma Copa dos Campeões da Europa, um campeonato inglês, alemão ou espanhol, já percebe que tudo o que eu disse aqui é prática comum. E sabe quem se beneficia disto? As seleções nacionais. Muitos jogadores destas seleções de "segundo" ou até "terceiro" escalão que estão surpreendendo na Copa 2014 jogam nos times que já tem este tipo de preparação em mente e implementada. E tem grande mérito também seus técnicos, que finalmente aprenderam com a história.

Brasil, Itália e Alemanha detem entre si 12 títulos mundiais, deste os 19 já disputados até agora. É um assombro! 63% dos títulos mundiais divididos entre apenas 3 nações. E sabem o quê as três tem em comum? Em todos os títulos que ganharam, o fizeram com times com grande aplicação tática, foco defensivo. Estes três times tem o melhor histórico defensivo das Copas do Mundo e para completar, vjeam que interessante: em 1998 a França só tomou 2 gols, assim como a Itália em 2006 e a Espanha em 2010. A Espanha, com seu Tiki-Taka!!!

Não tomar gols em um torneio rápido e voraz como uma Copa do Mundo é tão importante quanto fazer. E as seleções "pequenas" perceberam isso. Defender, contra-atacar, marcar, fazer faltas táticas, aguentar firme até o final do jogo. Essa é a fórmula do sucesso e não podemos tirar o mérito deles por terem chegado a uma conclusão simples: não são "zebras" que estão aparecendo no Brasil em 2014. São apenas times eficientes que aprenderam a jogar contra os "melhores" de igual para igual.

E eu estou amando muito tudo isso. Cada minuto, cada jogada.