Sebo

Todos os dias João ia para o trabalho e passava em frente a um sebo.

As prateleiras da pequena loja eram tão velhas que pareciam despencar sobre elas mesmas, apenas sendo suportadas pelo peso da enorme quantidade de livros que as povoavam. Apesar de sentir de perto o cheio das emboloradas e amareladas páginas, ele nunca teve tempo para entrar e ver os volumes de perto. Com total sinceridade, ele nunca teve interesse em fazer isto.

Um certo dia qualquer ele seguia sua rotina de passar em frente ao local, quando viu um mendigo, vestido com roupas velhas e sujas, dentro do sebo. Imaginou que o homem tinha uma aparência tão antiga e mofada quanto o ambiente que o cercava. Então percebeu que este homem pegou um livro e sorrateiramente colocou debaixo da camisa.

"Um ladrão", pensou. Imediatamente, como qualquer bom cidadão, entrou com velocidade no sebo e evitando o conflito direto, procurou alguém que ali trabalhasse. Viu um senhor de idade avançada sentado num canto, manuseando algumas páginas velhas de um volume com capa de couro. Pigarreou e depois disse em voz baixa: "Não quero te alarmar, mas aquele homem ali está roubando um dos seus livros."

O leitor levantou os olhos até João por cima dos óculos de leitura e em seguida na direção ou mendigo. Com uma voz calma ele respondeu: "Eu sei, obrigado por avisar." João achou aquilo muito estranho. "Como assim, você não vai fazer nada? Ele está te roubando!"

Então o senhor se levantou da cadeira e novamente respondeu com serenidade: "Há alguns anos atrás este homem passou a morar embaixo de uma marquise, não longe daqui. Um dia ele veio e roubou um livro. Eu o segui e vi que ele sentou no seu canto de refúgio e começou a ler o livro para um cachorro vira-lata que o acompanha. Desde então ele faz isso toda semana, vem aqui e pega mais um livro."

"E o senhor simplesmente o deixa roubá-lo assim?" disse João indignado. "Sim, eu deixo. Todos os dias passa tanta gente na frente do meu sebo e nem percebe que nós existimos. Ele pelo menos está lendo os livros."

A partir de então, todos os dias João foi para o trabalho e passou em frente a um sebo. De vez em quando ele comprava um ou dois livros.

Nem Morto, volume 2 - garanta já o seu!

Alguns dos milhares (*cof*cof*) de leitores deste blog talvez lembrem que há alguns anos atrás eu criei um personagem para o meu amigãozão Léo Finocchi transformar em tirinha. Foi então que nasceu o Nem Morto. Apesar de criar o protótipo do personagem e ter escrito algumas tirinhas no projeto inicial, quem carrega tudo nas costas é o Léo, tanto no roteiro quanto no traço.


O primeiro livro de quadrinhos contendo as tirinhas do Nem Morto e alguns bônus especiais já foi publicado, impresso e vendeu muito bem. Agora o Léo precisa da nossa ajuda! Ele criou um projeto no Catarse para financiamento coletivo do segundo volume das aventuras do Nem Morto, intitulado "Nem Morto - Volume 2: Apocalipse".

Antes que alguém pergunte, eu não ganho absolutamente nada (nadica mesmo) com a publicação deste livro, pois quem leva o Nem Morto nas costas (não pude evitar a piada) é o Léo, mas eu gostaria muito que este projeto virasse realidade! É tão legal ver seu filho crescendo e ganhando asas (se alguém perguntar, o Léo Finocchi é a mãe, pois deu a vida e fez o parto; eu sou o pai, pois ajudei na criação mas minha participação foi mínima e enquanto a mãe teve a maior parte do trabalho, eu fui pro bar encher a cara - além disso a mãe está com a guarda da criança, como normalmente acontece).

Quem puder ajudar, é só reservar seu livro na página do projeto, apoiar esta iniciativa e depois curtir as páginas bem desenhadas e cheias de humor contemporâneo. Vamos lá, ainda temos mais de um mês para fazer isso deslanchar e ultrapassar bastante a meta!

Como Evitar a Possessão Demoníaca

Hoje vi no facebook um scan interessante; me parece ser de alguma revista ou jornal religioso dos EUA (pela grafia). Não vou fazer comentários extensos pois o absurdo é tão grande, mas tão grande, que basta ler a tal "lista negra" de itens a serem evitados para perceber o ridículo geral da coisa. Ainda coloquei as citações bíblicas que "embasariam" este pensamento, para provar que talvez "caminhar sobre brasas" seja inadequado, mas por quê diabos Yoga, Senhor dos Anéis, Pós-Modernismo e Vegetarianismo estariam aí?

Seguem a imagem e tradução abaixo:


Amado, não tome parte em nenhum destes componentes da Estrutura Espiritual do Satã*. Eles são as portas de entrada para possessão demoníaca.

Religiões Orientais
Yoga
Maçonaria
Grupos Illuminati
Religiões da Nova Era
Igreja de Satã
Cientologia
Rosa-Cruz
Astrologia
Cartas de Tarot
Tabuleiros Ouija
Visão Remota
Leitura de Mãos
Vudu
Culto à Terra
Wicca
Cultura Cyberpunk
Divinação
Meditação
Vegetarianismo
Licantropia
Pós-Modernismo
Mascaramento Reverso
Projeção Astral
Necromancia
Re-nascimento
Cabala
Senhor dos Anéis
Caminhar sob Fogo
Levitação
Revistas em Quadrinhos Alternativas
Vampirismo
Trilateralismo
Marijuana e Festas de Maconha
LSD/Cogumelos
Video-games
Harry Potter
Dungeons & Dragons
Halloween
Fornicação
Caveiras & Ossos
Rock
Heavy Metal
Festival "Burning Man"
Festas Rave
Cultura Gótica

*Referências bíblicas:

Efésios 6:12

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Deuteronômio 18:9-12

Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.

CIPEL precisa de você!

ATENÇÃO MORTAIS!


Há muitos anos atrás (1999 se não me engano) um grupo de pessoas frequentava uma loja de RPG em Niterói (RJ) chamada "Drachenzahn". RPG, para quem quiser saber, é um jogo de interpretação, interação, faz-de-conta e diversão entre amigos. Num nefasto e obscuro dia, um daqueles nos quais você não tem nada melhor pra fazer da vida, eu criei um jogo de RPG boboca, tolo e completamente desprovido de bom senso.

O nome este jogo é CIPEL (sigla de "Cistema Ispecial Para Encher Linguiça").

Após muitos anos e devido à insistência de muitos fãs (o plural talvez não seja adequado nesta frase, mas dane-se), revisei as regras do jogo e pretendo lançá-lo para download gratuito em PDF e para kindle/e-readers. Entretanto há uma coisa que eu não consigo fazer de jeito nenhum, apesar de já ter tentado muito: desenhar. Sou uma negação completa.

Por isso estou procurando desenhistas/ilustradores que queiram colaborar com qualquer bobagem (eu disse qualquer mesmo, é tipo esmola) para este livro. Os(As) candidatos(as) podem me procurar por inbox no facebook ou por e-mail (bartrabelo@gmail.com) para que eu envie o rascunho atual do livro para leitura e inspiração. Não que seja muito grande a leitura, até agora deram 21 páginas e a maior parte disso é pura enrolação e encheção de linguiça.

Mencionei que vou disponibilizar o livro para download gratuito? Sim. Não vou ganhar nenhum centavo com a minha propriedade intelectual... Logo, não posso pagar nada pelas ilustrações. A ideia é só juntar mesmo quaisquer contribuições inspiradas no sistema e dar os devidos créditos em letras garrafais (com links para sites pessoais, profissionais, etc etc).

Caso eu não consiga nenhuma ilustração, vou preencher o livro com meus próprios garranchos horrorosos à lápis ou caneta. Não digam que eu não avisei.

Minha opinião sobre as manifestações

Sim, o Brasil está mudando. Pode ser uma minoria, com perfil universitário, classe média e algumas conexões políticas, mas os novos caras-pintadas brasileiros não estão se vendendo fácil. Com população estimada em cerca de 194 milhões de pessoas, 4 mil manifestantes numa passeata representam somente 0,002% do nosso país. Mas por quê estes 0,002% são tão importantes?

A palavra certa é "gota d'água". Não são os 20 centavos de aumento, isto foi a gota d'água e alguns poucos milhares de cidadãos tomaram para si o direito de se manifestarem contra tudo o que está acontecendo no Brasil: a corrupção galopante, a falência da saúde e educação, os gastos astronômicos e sem qualquer satisfação pública, seja com a Copa do Mundo, Olimpíadas ou qualquer outra obra pública em conjunto com empreiteiras. E pior ainda: o dia-a-dia de milhões de brasileiros, que vêem suas Vidas Secas passarem diante dos seus olhos, perdendo horas entre as três conduções para o trabalho, vivendo em condições inseguras e em meio à violência, recebendo apenas o conforto noturno de uma partida de futebol ou mais um capítulo da novela.

Estou assistindo estas cenas à distância e não participarei de qualquer manifestação. O motivo? Eu trabalho e sustento minha casa. Caso seja ferido (ou pior) numa dessas manifestações, não estarei capaz e minha família depende disso. Aplaudo a coragem de todos aqueles que vão às manifestações, porém repudio qualquer acusação contra as pessoas que continuam "sentadas nos sofás". Alguns de nós tem responsabilidades que não podem ser esquecidas ou deixadas de lado - tente convencer o motorista do ônibus, que trabalha o dia inteiro em um dos ambientes mais estressantes do mundo inteiro, a jogar tudo pro ar e deixar que as janelas do bólido que está sob sua responsabilidade sejam quebradas. Acho que falta esta empatia para muitos manifestantes, assim como para os governantes que os oprimem são completamente desprivados da mesma.

Um ponto defendo ferrenhamente: sou completamente contra a violência nas manifestações. Nós sabemos que sim, existem manifestantes que não acreditam mais num caminho pacífico e buscam o vandalismo. Mas são uma minoria, que eu repudio. A pessoa que depreda patrimônio público ou privado, seja quebrando janelas de ônibus ou pichando muros, está tão errada quanto o policial que agride um manifestante que não fez nada. Abusos tem sido cometidos dos dois lados, mas os exemplos que vem de São Paulo em particular tem me assustado bastante, pois muitas ações documentadas da PM-SP são gravíssimas e tem que ser investigadas com todo o rigor da lei - atingindo inclusive os mandantes de tais ordens.

Não sei se existe uma solução simples para tudo o que está acontecendo, mas realmente espero que caso ela surja, seja pacífica e torne nosso país um pouco melhor.


O Businessman Pedreiro

Uma amiga recebe cantada de perfil fake no Linkedin (rede social para profissionais). Sugeri os seguintes tipos de cantada:

"Oi gata, já viu o quão extenso meu currículo é?"

"Oi gata, me especializei em Gestão de Pessoas: LIMDAS"

"Oi gata, você pode me recomendar para uma posição? Qualquer uma, pode ser a sua favorita."

"Oi gata, vejo que você tem vasta experiência na área de TI: TE IDOLATRO"

"Oi gata, estou procurando um emprego com possibilidades de realocação: para a sua casa, limda!"

"Oi gata, estou contratando uma assistente que seja poliglota: tem que falar inglês, espanhol e a língua do amor."

Estou com nojo de mim por ter pensado nessas cantadas. E ainda copiei tudo e transformei em post para compartilhar com o mundo. Tive que abrir uma cerveja pra lidar com a realidade.

Curto e Grosso (por Angeli?)

Recebi de um amigo hoje uma tirinha do Angeli e achei que tinha algo estranho com ela:


Então fiz uma pesquisa rápida. Obviamente, a tirinha original (com título "Curto e Grosso") não atacava diretamente o Lula, como a versão com photoshop malfeito:


Por quê estou compartilhando isso? Prestem atenção naquilo que vocês lêem hoje em dia. Aparentemente existe um exército de engraçadinhos que acha legal manipular informações (e neste caso potencialmente distorcendo a visão política do autor do trabalho) para seu próprio proveito.

Não que eu defenda o Lula. Só acho que esta tirinha é válida para quase todas as figuras políticas do nosso país. Em matéria de presidente, coloco Dilma, Lula, FHC, Itamar, Collor, Sarney e outras desgraças no mesmo saco. A tirinha vale para todos.

Decisões para o futuro


A humanidade está cada vez mais caminhando a largos passos em direção do mundo da ficção científica: cura e tratamento eficaz de doenças com o mapeamento do Genoma Humano, conquista do espaço com o planejamento de explorações de asteroides para mineração e a independência energética com a manipulação de antimatéria.

O Brasil hoje é um dos países mais ricos do mundo, entretanto vemos diariamente toda essa riqueza e recursos descer pelo ralo. Boa parte do dinheiro fica na mão de empresários e banqueiros que não investem no desenvolvimento científico e humano. A outra parte fica nas mãos de políticos e agentes públicos corruptos.

Não vou dizer o que cada um deve pensar. Mas sugiro que todos busquem o maior número de dados possível para decidir como deve ser o nosso futuro, ao invés de permanecer dentro de uma concha de belas e reconfortantes falsidades.

Golpe do perfil e promoção falsa no facebook


Vou explicar o golpe. Os caras criam uma página no facebook (que obviamente é falsa). Começam a anunciar a promoção e todo mundo curte a página. Só em 4 dias este perfil falso da Samsung conseguiu mais de 60 mil "curtidas" (clique aqui para ver o perfil verdadeiro da Samsung Brasil). Aí ninguém ganha a promoção, ou então eles forjam alguns falsos ganhadores (provavelmente com perfis igualmente falsos também).

Você esquece que curtiu a página, pois o brasileiro comum curte um milhão de páginas (igual como era com as comunidades no orkut) para estabelecer seu perfil social (o facebook agradece que todos entreguemos para eles de bandeja o conhecimento íntimo de tudo aquilo que nós amamos, aliás). Como o perfil falso em questão não faz muitas postagens, você praticamente esquece que já curtiu aquela página.

Aí quando você menos espera, muda-se o nome, a descrição, as fotos. Eles tem o quê? Agora tem 100 mil seguidores? 200 mil seguidores? Ah, quem será que comprou esta página gorducha e cheia de audiência? Uma empresa trambiqueira? Outros golpistas? Um político? As possibilidades são infinitas.

Isso se a empresa trambiqueira e o político corrupto (ou bandido, dá na mesma) não são os próprios a iniciar o golpe, para redução de custos na base. Basta contratar um assessor ou moleque com o mínimo de tempo para navegar na internet. Pronto, está explicado como funciona o golpe. Cuidem-se, crianças. Naveguem com segurança, passem menos tempo no facebook, mais tempo na Wikipédia e boa noite.

Papos Felinos


A quem interessar possa: outro dia estava procrastinando no facebook e diante da minha total incapacidade para desenhar, tive a idéia de começar a publicar conversas (hipotéticas, pois não sou esquizofrênico) dos nossos gatos. Bem, eu já disse que não sei desenhar, logo usei o site The Wall Machine, que serve para criar conversas e atividades "falsas" no estilo visual do facebook. Já tinha visto posts de comédia feitos com a mesma ferramenta, mas decidi elaborar um pouco mais a piada e criar "personalidades" para nossos gatos.

Eis o "Papos Felinos". Se alguém quiser ajudar a divulgar, o banner está logo ali em cima e o endereço é: www.paposfelinos.blogspot.com

Pretendo atualizar dia sim, dia não. Mas isso não significa que alguém se importe com esta coisa tosca.