19.11.12

Um Belo Sorriso


Aquela menina tinha o sorriso mais lindo do mundo. Por todos os lugares pelos quais ela passava, todos se animavam com seu sorriso iluminado, que trazia alegria, paz e uma sensação de plenitude em si.

Era o tipo de sorriso capaz de banir o estresse cotidiano de quem pegava ônibus com ela todos os dias de manhã. Que cativava amigos e deixava todas os meninos suspirando pelos cantos. Alguns diziam que seu sorriso era largo como o mundo, mas isso era mentira - ele cabia apenas no espaço do rosto da menina, comprimido e limitado por suas bochechas.

Seu sorriso era digno de ser desfilado em parada nacional todos os dias e já havia sido gravado para um programa de televisão. O produtor decidiu no fim das contas não incluir as cenas na edição final, com ciúmes de que o mundo inteiro conhecesse um sorriso tão lindo e tranquilizante. Gravou a fita e levou para casa, com o objetivo de tê-lo apenas para si.

O que poucos sabiam era que todas as noites, quando a menina chegava em casa, ela sentava à mesa, colocava as mãos na cabeça e suas lágrimas apagavam o sorriso desenhado com caneta do rosto.

Um comentário:

Joba disse...

Belo texto Bart! :DDD