O nerd da informática

Muitas pessoas presumem que trabalho na área da informática porque, bem, vários do meus amigos são, ou porque acham que eu sou "nerd". O Jimmy Page também lia "O Senhor dos Anéis" e tocava guitarra, por isso o chamam até hoje de "nerd"? Não é, está na hora de rever os conceitos ou assumir, pessoal. Surpresa. Nem tudo é o que parece. Vamos lá: alguns dirão que na verdade o conceito "nerd" é sinônimo de inteligência, mas não concordo com isso - conheço alguns nerds que são burros de doer. Além do mais, estou para ver uma garota bonita dizer que "adora aquele cara porque ele é nerd." Ã-hã. O público em geral tem um esteriótipo que é seguido à risca, ser "nerd" é um pacote completo na visão da maioria das pessoas.

Agora gente, eu não sou da informática, nunca fui e nunca quis ser. Inclusive desmistificando uma imagem que alguns possam ter sobre mim, não entendo muita coisa sobre computadores ou sistemas. O lance é que eu gosto de aprender qualquer coisa, o faço rápido e normalmente não esqueço. Logo as pessoas tem uma impressão um pouco equivocada sobre mim. Eu sei tanto sobre computadores como sei sobre guitarras, livros de ficção fantástica ou sobre a anatomia dos ornitorrincos.

Por exemplo, ontem à noite aprendi a configurar um modem ADSL2 tanto em roteamento como em modo bridge. Também aprendi a configurar um roteador wireless em vários modos de segurança com portas diferenciadas.

Entretanto uma coisa que não aprendi até hoje é que, toda vez que tenho um problema com a Oi-Velox, não adianta ligar novamente para eles. A forma mais rápida de resolver um problema com eles é fazer a reclamação, esperar pacientemente o prazo da solicitação expirar e então ligar imediatamente para o telefone 1331 da Anatel, informar o protocolo inicial de atendimento e iniciar um novo protocolo de reclamação. Aí a Oi (Velox, fixo, celular, etc) resolve o problema no mesmo dia.

Vamos ver se daqui em diante eu lembro disso e aprendo de vez.
Postar um comentário