18.3.12

An Evening in Rio with Zak Stevens

O cantor norte-americano Zak Stevens (Circle II Circle e ex-Savatage, minha banda favorita) está no Brasil fazendo uma série de shows acústicos, acompanhado pelo Mitch Stewart (Circle II Circle) no violão e pelo Mauricio del Bianco (Soulspell) no teclado. Antes de tudo, eu quero (novamente) agradecer muito ao Mauricio e à produtora Overload, pois sem eles, esta turnê maravilhosa não teria sido possível. E é muito gratificante ver a paixão com a qual eles se dedicaram à ela.

Eu, Zak Stevens e Clara.
Realmente é difícil encontrar palavras para descrever o show. O Zak Stevens é um dos meus cantores favoritos e um dos motivos pelos quais eu tive qualquer motivação para um dia pegar um microfone e soltar a voz. A noite do dia 16 de Março de 2012 ficará para sempre gravada na minha memória não apenas por estar ali com minha esposa e amigos incríveis, mas também por ver um público tão apaixonado quanto eu, tão fascinado por aquela música sublime quanto eu. Quando finalmente fui conhecer um dos meus ídolos pessoalmente na sessão de fotos, pensei que a única coisa que não poderia dizer é "sou o maior fã do seu trabalho." Obviamente isso seria um desmerecimento incabível com todos os outros que estavam lá assim como eu, soltando a voz alto, se emocionando e se apegando àquele momento inesquecível.

Eu, Clara, Mitch Stewart, Takashi e Mauricio Del Bianco
Uma das coisas mais legais foi perceber que os caras (Zak e Mitch) são gente boa demais além da conta. Muito simpáticos, trataram todo mundo bem. Agora, a história engraçada da noite. Quase no fim do show, o Mauricio começou a tocar uma música instrumental do Savatage, "Storm", sozinho no piano. Aproveitei aquele momento para ir ao banheiro, pois as Guinness que tomei no Lapa Irish Pub antes do show e as Stella Artois do Rio Rock & Blues estavam começando a fazer efeito e a natureza chamava. Desci correndo, entrei no banheiro e estavam lá os dois, o Mitch e o Zak, nas cabines. Foi estranho, fiquei na minha e fazendo "meu negócio". O Zak falava alto: "Mitch, a gente não vai conseguir. Mitch, ele vai terminar de tocar antes de a gente voltar. Cara, por que eu estou mijando tanto hoje? Da próxima vez tenho que beber menos cerveja, Mitch. Cara, a gente não vai conseguir." Então o Mitch saiu correndo do banheiro, o Zak faz a mesma menção, dá de cara comigo. Eu abro a porta e digo: "eu posso não conseguir, mas você sim. VAI VAI VAI!!!" Ele gargalhou e saiu para terminar o show.

Ele é uma pessoa de verdade, é um cara comum. Um cantor fenomenal, incrível, com certeza. Mas é uma pessoa "real", não tem estrelismos e é de uma simpatia ímpar. Certa vez eu vi o Chris Caffery (guitarrista, ex-Savatage) dizer que quando era novo foi pegar um autógrafo com um dos seus ídolos e o cara o esnobou completamente. Por causa disso ele decidiu que se ficasse famoso, sempre trataria seus fãs bem, com carinho e atenção, pois assim todos se sentiriam bem e ficariam felizes. Eu já tinha o Zak Stevens num pedestal alto graças à sua música e técnica vocal, mas depois de anteontem ele subiu mais alguns degraus.

Outro fato interessante é que eu assisti o show com a mesma camisa que usei no primeiro show do Savatage no Brasil, em 1998. 14 anos depois, não é apenas incrível que a minha camisa esteja inteira, mas que o sentimento com relação à música não tenha diminuído nem um pouco. Para os fãs, segue abaixo o setlist do show. E mesmo para quem não é fã, seguem os videos feitos pelo Tiago. Em particular, o último ("Alone You Breathe") será para sempre uma memória maravilhosa e mágica, assim como todo o resto do show.


The Ocean
Welcome
Take Back Yesterday
Watching You Fall
Believe
All That I Bleed
Edge of Thorns
Handful of Rain
Into The Wind
Watching in Silence
Desirée
Alone You Breathe
Gutter Ballet
Sleep
Sarajevo
This is the Time
Storm
If I Go Away



WELCOME (Savatage):



TAKE BACK YESTERDAY (Circle II Circle):



WATCHING YOU FALL (Savatage):



BELIEVE (Savatage):



EDGE OF THORNS (Savatage):



EDGE OF THORNS (final da música):



HANDFUL OF RAIN (Savatage):



ALONE YOU BREATHE (Savatage):



GUTTER BALLET (Savatage):



SLEEP (Savatage):

Um comentário:

Liza disse...

Não consegui parar de sorrir ao ler essa resenha!!
Foi lindo e não tiro uma vírgula do que falou! Parabéns!!

Liza