23.2.11

Por quê nós bebemos?

Ontem recebemos um informativo no trabalho com o título "Por quê nós ficamos bêbados?" Minha resposta imediata foi alardear: "por que nossa vida é uma merda." Rá rá rá, piadas toscas à parte, não posso falar por todos, mas no meu caso isso não é verdade.

Pra começar, sempre achei que beber quando você está deprimido ou se sentindo mal é o primeiro passo para o alcoolismo e talvez até drogas mais pesadas. Não se enganem, álcool é uma droga. Talvez a mais potente de todas, pois pode ser comprada em garrafas baratas num mercado qualquer.

Em segundo lugar, há muito tempo não fico bêbado. Até chego naquele estágio "alegrinho", com pouca sensibilidade, mas bêbado, de se arrastar, tropeçar e falar besteira, já perdi a conta de há quantos anos não fico assim. Ou melhor, eu lembro. Foi em 2004 ou 2005, mas mais do que isso, acho que nem quero saber.

Acho que não fiquei mais bêbado por que muita coisa rolou na minha vida desde lá para cá. Quando você ocupa sua mente com coisas mais importantes, a bebida vira uma companheira ocasional de bar, não é a sua melhor amiga.

Além disso nos últimos anos venho descobrindo o prazer de beber cervejas premium, algumas de marcas grandes e outras de cervejarias pequenas. O fato de que estas cervejas são meio caras incentiva a degustação e apreciação das mesmas em doses bastante moderadas.

Você que está aí fora. Lendo este texto. Você que acha que Bohemia é uma cerveja premium e que a Skol realmente desce redondo, ou que a Antarctica tem um algo a mais. Dê uma chance para uma Eisenbahn, Baden-Baden, Colorado, Dama, Dado Bier, entre muitas. Talvez assim você descubra por quê ficava bêbado e por quê eu bebo.

2 comentários:

Jônatas Henrique disse...

Olá! Estou propondo fazer uma parceria!! Após a sua confirmação, eu vou postar o seu Blog na minha página!! E você faz o mesmo!!!!

E-Mail: jonatassenac@hotmail.com

http://jhmicro.blogspot.com/

Agradeço!!!

Loryfairy disse...

Nao gosto das cervas daqui... Sao amargas...