6.4.10

Tragédia no Beltrão em Niterói (RJ)

Acabamos de saber que uma grande parte do morro do Beltrão em Niterói deslizou hoje, infelizmente muita gente morreu, inclusive idosos e crianças. Alguns amigos e familiares nossos já estão lá ajudando os sobreviventes e desabrigados.

Lembremos que a área do Beltrão não foi pacificada pela PM e o poder paralelo ainda persiste, não acreditem em quem diz o contrário. A assistência à tragédia está muito difícil pois os traficantes locais não querem a presença das autoridades por lá e o noticiamento foi falho porque os jornalistas também foram impedidos de documentar a calamidade. Chegam notícias dos voluntários de que famílias inteiras foram soterradas.

Quem puder ajudar, por favor entre em contato com o colégio Salesianos de Santa Rosa (telefone 21 3578-9400) ou com o Colégio Estadual Guilherme Briggs (telefone 21 2710-3711). Eles estão precisando desesperadamente de doações de roupas e alimentos não-perecíveis.

Infelizmente eu peço: espalhem esta notícia por todos os meios possíveis, por favor.

Um comentário:

Alessandra Chermont disse...

Como todo mundo já sabe Santa Rosa precisa de ajuda, assim como Niterói toda e, por meio deste, venho avisar a quem tiver como (um automóvel ou até caminhão), buscar doações no Colégio PAULO FREIRE do Fonseca, pois a escola não era um posto de coleta de doações, porém os moradores trouxeram muitas coisas.
Infelizmente os responsveis pela escola não tem a preocupação que temos em distribuir como podem as doações e, estão apenas estocando na escola.
Peço, com urgência que as pessoas que precisam de doação, que se encaminhem para lá ou que peçam as autoridades para conseguir uma distribuição do que tem lá.
Mais uma vez aviso, os responsáveis pela escola afirmam que não é um posto de coleta de doação e afirmam estar cheios demais e SEM SABER O QUE FAZER COM AS DOAÇÕES!
Por favor repassem isso, eu fui pessoalmente lá e ouvi isso de uma das responsáveis..
O endereço de lá é:
Rua Soares de Miranda, 77 - Fonseca (Fica próximo a Rua São José).
E os moradores ainda tentam doar mais, mas com a escola 'rejeitando' estamos esperando para ver o que acontece, pois outros locais fica difícil de levar doações com facilidade.