12.8.09

Plágio; eu já esperava

Quem acompanha o meu blog desde sua criação em 2002, quando na época ele ainda era no Blogger tosco da Globo, sabe que no ano 2000 eu escrevi o primeiro Contrato de Namoro, obviamente, com caráter cômico. O texto foi publicado diversas vezes no meu site, várias pessoas entraram em contato comigo para pedir autorização para usar o texto e a única coisa que eu sempre pedi foi que a autoria fosse mantida. Simples, não?

Aí eu descubro que uma versão do meu texto está rolando na internet desde o ano passado, copiando praticamente todo o meu original e adicionando vários termos jurídicos, sem créditos de autoria cedidos. Há vários anos todos sabemos que informações lançadas na internet perdem a autoria bem rápido, vide todas as crônicas atribuídas ao Veríssimo que infestam os blogs e servidores de e-mail Brasil (e mundo) afora.

Conclusão? Eu já estava sem vontade, agora é fato concreto: não escrevo mais nenhuma crônica para a internet no meu blog, pois não pretendo mais ter algo que escrevi com esmero e boas intenções sendo roubado e carregado ao anonimato.

Nenhum comentário: