18.7.09

Seremos nós a faxineira global?

Imaginem o seguinte esquema: um camarada monta uma empresa de "reciclagem" num certo país lá fora. Sabendo que as convenções internacionais exigem que cada país cuide do seu próprio lixo, é um bom negócio investir neste tipo de empresa para disposição de resíduos - você recolhe o lixo dos outros e ainda é pago por isso.

Claro, os Ministérios do Meio Ambiente por todo o mundo exigem que a sua empresa dê um destino ao lixo recolhido. Incineração, reciclagem, não interessa. Algo tem que ser feito. Então o "gênio" decide mandar todo o lixo para o Brasil, onde alguma pessoa previamente subornada o encaminha para algum lixão, desses que existem aos montes no país, normalmente ao céu aberto e próximo a comunidades carentes.

O mais engraçado de tudo é o camarada que abriu a empresa de "reciclagem" tentar jogar a culpa nos seus clientes (dizendo que são "fornecedores"), ou seja, as mesmas pessoas que pagaram para que ele desse um jeito no lixo. Sinceramente, que a beleza da mulher brasileira tenha fama mundial, isso já é conhecimento comum. Agora, além disso, nós sermos a faxineira gostosa que aceita tudo o que o patrão mandar, já está virando roteiro de um filme pornô de muito mau gosto.

Nenhum comentário: