30.11.07

Trans-Bêbado


Levando-se em conta que um camarada bêbado o suficiente para precisar de transporte não é capaz de usar seu telefone corretamente [créditos da teoria: Bruno Naegeli], creio que o serviço deva ser feito por agendamento:

- Alô, Trans-Bêbado, bom dia.
- Bom dia. Você tem horário pra transporte hoje de noite?
- Por volta de que horas o senhor pretende cair?
- Lá pras cinco da manhã.
- Deixe-me ver... Sim, temos este horário livre sim. Qual local de coleta?
- Na sarjeta em frente ao Bar do Serginho. O nome é Carlos Pudim.
- Sim senhor Pudim, o seu horário está agendado para cinco horas, na sarjeta em frente ao Bar do Serginho. Algo mais?
- Não, só isso.
- Obrigado senhor, e tenha uma ótima bebedeira!

Nenhum comentário: