Eis, novamente, o famigerado "Contrato de Namoro"

Já deve ser a terceira vez que eu posto este contrato no meu site... A história que o envolve é trágica, portanto não recomendo que ele seja usado. Sério. Mas ontem o assunto veio à tona novamente, portanto decidi que a humanidade merece ler a terceira revisão do mesmo:


CONTRATO DE CONCESSÃO DE NAMORO

Por meio deste, o SUPLICANTE adquire totais direitos e deveres de NAMORO sobre a citada CONCESSORA, pelo período de 3 (três) anos, em regime de Separação Total de Bens. A CONCESSORA retém todos os seus direitos anteriores ao contrato, apenas cedendo ao SUPLICANTE a condição de ?namorado? exclusivo e único. São obrigações do SUPLICANTE para que o contrato seja válido:

1) Ser carinhoso em período integral com a CONCESSORA;
2) Ser totalmente fiel com a CONCESSORA, jamais celebrando contrato de NAMORO, NOIVADO, CASAMENTO, OLHADA, FICADA e CASUS SORDIDUS com qualquer outra mulher, homem, ou qualquer forma de vida baseada em Carbono;
3) Dedicar total atenção à CONCESSORA, porém sem cometer excessos, limitando-se a até 1 (uma) visita ao lar da acima citada por dia e a 2 (dois) encontros casuais por dia;
4) Dedicar-se ao estudo acadêmico e intelectual, de forma que suas faculdades mentais não se tornem obsoletas ou sem-uso;
5) Encarar a vida e a sociedade com bom humor, comprometendo-se a fazer pelo menos 3 (três) piadas mordazes e sarcásticas por semana [texto alterado];
6) Abdicar e renegar totalmente à forma de expressão artística conhecida como ?Pagode? [texto alterado];
7) Abdicar e renegar totalmente a qualquer tipo de vídeo, revista ou material de conteúdo pornográfico e/ou erótico [texto cancelado];
8) Aceitar e tolerar plenamente a religião/ideologia/filosofia da CONCESSORA, renegando e abdicando a qualquer religião/ideologia/filosofia que teria sido seguida antes da celebração do contrato e diretamente contrária à da CONCESSORA;
9) Aceitar a constante presença dos amigos e amigas da CONCESSORA, limitando-se a 1 (uma) cena de ciúmes por mês, e 1 (uma) cena de ciúmes extremos por semestre [texto alterado];
10) Após o período de 3 (três) anos de contrato de NAMORO, obriga-se o SUPLICANTE a apresentar proposta de contrato de NOIVADO, o qual anulará imediatamente o atual contrato de NAMORO. É obrigatória a presença da cláusula de CASAMENTO no contrato de NOIVADO, com a prescrição máxima de 3 (três) anos após o início deste, a qual anulará todos os contratos celebrados anteriormente pelo SUPLICANTE e pela CONCESSORA;

Ambos os CONTRATANTES concordam com os citados termos e celebram hoje, na presença de 2 (duas) testemunhas, a firmação deste contrato de NAMORO.

Pronunciamento da deputada federal Janete de Sá (PSB) para a sessão do dia 17

O assassinato absurdo de toda uma família em Guarapari provocado por adolescentes aficionados por jogos de RPG sugere algumas reflexões que não podem estar restritas à análise rasteira e superficial dos aproveitadores de plantão, que se utilizam da lamentável desinformação da esmagadora parcela da nossa sociedade e da desgraça alheia para promover discursos de eficaz apelo eleitoreiro mas carregados de rasgados preconceitos.

Refletir, confesso, é um exercício mais difícil que o de fazer proselitismo. Isso porque pensar dá mais trabalho: requer leitura, compreensão da realidade, estudo.

Três meninos reúnem-se ao longo de uma jornada de um complexo jogo, que resulta na morte dos pais de um desses adolescentes e dele próprio.

E assim foi feito. Como no jogo.

Sou da geração do War e do Banco Imobiliário e não me recordo de um amigo ou amiga minha ou de meus irmãos que tenha seguido a carreira militar ou tornado-se um notório especulador do mercado de imóveis ou do sistema financeiro por influência daqueles jogos.

O RPG chegou ao país há pouco mais de 10 anos. Nesse meio tempo dois únicos assassinatos foram registrados envolvendo seus jogadores: o de Guarapari e um outro em Ouro Preto, há dois anos.

Nos últimos 10 anos, criadores de cães Yorkshire estimam em quatro o número de mortes de humanos em todo o planeta causado por mordidas de cachorros daquela raça.

Estatísticamente, é mais fácil um dócil cachorrinho Yorkshire levá-lo à morte do que você ser vítima de um crime perpetrado por um jogador de RPG.

Ao imputarmos a um jogo a culpa pelo delito de nossos filhos e adolescentes estamos, a rigor, admitindo nosso fracasso completo como pais, educadores e amigos de nossos filhos.

Se quisermos limpar nossa sociedade dos crimes provocados por nossas crianças e adolescentes estimulados por agentes externos, que comecemos pelo fechamento de todos os bares e boates, a proibição de venda de bebidas alcoólicas, a censura de todos os filmes violentos e o banimento de toda a programação na TV de cenas de violência.

Teríamos sim, uma sociedade mais pura, ao estilo Afeganistão, sob o jugo dos Talibãs, mas também não é menos verdade que, ao mesmo tempo lavaríamos nossas mãos em relação à educação de nossos próprios filhos.

Um jogo não encerra em si o crime. Trata-se exclusivamente do gatilho. Mas a bala que ele encerra está em nossas mãos, como pais e mães desses meninos.

Que o RPG, nesse momento simbolizando todo o imaginário de uma geração, nos ensine a ser pais mais responsáveis e presentes.

Muito Obrigada.

Nota do Bart: A deputada Janete de Sá, apesar de ter conquistado minha admiração parcial, assim como a maioria dos deputados federais, inclui em seus gastos mensais reembolsáveis cerca de R$ 7.000,00 de "divulgação de atividade parlamentar". Lembrem-se que nossos impostos estão pagando a propaganda dos partidos destes pulhas.

Minha nova aquisição... MechWarrior 4: Vengeance

O jogo é completamente diferente de todas as versões anteriores. A customização dos `mechs foi absurdamente simplificada, ou seja, agora até um completo idiota consegue montar um mech razoavelmente bom. A novidade de se criar slots "permanentes" nos `mechs, ou seja, espaços que só podem ser prenchidos por um tipo de arma (balística, mísseis, energia) é interessante, mas às vezes um pé-no-saco. Eles mantiveram o novo sistema de danos/calor do MW3, o que também trás mais equilíbrio para o jogo.

Quanto à jogabilidade, ainda não me acostumei. Manter o equilíbrio do torso dos `mechs é muito difícil, mas o pior mesmo é controlar os movimentos laterais (turn left/right, isso mesmo), usando a visualização de dentro do cockpit (o screenshot acima é um exemplo). Pô, o mais legal de jogar MechWarrior é se sentir DENTRO do cockpit, portanto eu nunca jogarei usando a visualização em terceira pessoa.

Alguns comandos mudaram, o que pode ser bastante confuso, mas não é nada com o qual eu não possa me acostumar. Para quem não sabe, os comandos de MechWarrio ocupam praticamente o teclado inteiro. Na verdade, você pode até jogar usando poucas teclas, mas não vai sobreviver bastante tempo desse jeito.

Como é difícil dar uma nota só para este jogo, vou dar para todos os da série que eu joguei, e assim fazer uma comparação:

MechWarrior 2: Basic Set
--> Nota 8

MechWarrior 2: Ghost Bear Legacy (Expansion)
--> Nota 9

MechWarrior 2: Mercenaries (Expansion)
--> Nota 7.5

MechWarrior 3: Basic Set
--> Nota 9

MechWarrior 4: Vengeance
--> Nota 8.5

Pra não dizer que não falei dos DVDs

Eu não queria deixar este site comemorar um mês sem post novamente... Portanto, cá estão os petardos da minha coleção, até o presente momento:

01) Lolita
02) Nascido para Matar
03) Laranja Mecânica
04) Monty Python's Meaning of Life
05) Monty Python's Life of Brian
06) Monty Python and the Holy Grail
07) O Segredo do Abismo
08) Do Inferno
09) O Resgate do Soldado Ryan
10) Círculo de Fogo
11) Estrada para Perdição
12) Amnésia
13) O Pianista
14) Short Circuit
15) Highlander
16) Shrek
17) O Guru do Sexo
18) Coração Valente
19) Clube da Luta
20) Missão Impossível
21) Missão Impossível 2
22) Rock Star
23) O Exorcista
24) A Fantástica Fábrica de Chocolates de Willy Wonka
25) Matrix
26) Animatrix
27) Matrix Reloaded
28) Matrix Revolutions
29) O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel
30) O Senhor dos Anéis: As Duas Torres
31) O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei
32) X-Men
33) X-Men 2
34) Guerra nas Estrelas: Uma Nova Esperança
35) Guerra nas Estrelas: O Império Contra-Ataca
36) Guerra nas Estrelas: O Retorno de Jedi
37) Guerra nas Estrelas: Extras da Trilogia
38) Metallica: St. Anger session live
39) Lifestyles of the Ramones
40) Ozzy Osbourne live at Budokan
41) Black Label Society: Boozed, Broozed and Broken-Boned
42) Helloween: High Live